Início

Dom Mauro

Queridos Irmãos e Irmãs

Quantas vezes ouvimos esta pergunta: como é que se pode conhecer a vontade de Deus e como é que Deus fala aos homens de hoje? Deus fala aos homens de hoje, do mesmo modo e com as mesma intensidade como falou no passado. A Carta aos Hebreus (1,1-2) diz: "Muitas vezes e de modos diversos falou Deus, outrora, aos pais pelos profetas; agora, nestes dias que são os últimos, falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual fez os séculos". O homem precisa estar atento para ouvir a voz de Deus. Perceber a voz de Deus nos acontecimentos. Perceber os sinais dos tempos é ouvir a Deus. O sinal é uma realidade visível que indica uma realidade invisível. O sinal tem um significado que precisa ser descoberto. Poderíamos dizer que, em nível interno da Igreja, Deus está falando por meio de tantas bocas, por meio de tantos sofrimentos, que é necessário que a Igreja faça uma revisão no seu modo de ser hoje. As pastorais e movimentos eclesiais devem trabalhar, questionar, engajar-se na luta de cada dia pelos direitos de todos, pela construção da nova sociedade. Devem ser evangelizadores. Evangelizar pela palavra e pelo testemunho de vida. Se faltar o amor a Deus, a adesão a Jesus Cristo, se faltar a vida do Espírito, todas as atividades perderão sua dimensão de fé. O desânimo poderá abater-se nos seus membros, bem como, poderão escorregarem em focos de interesses imediatos, pessoais ou de grupos, tais como, vaidades, auto suficiência, exibicionismo, ou fazer a ação pela ação. Qualquer prática cristã, qualquer plano de trabalho apostólico que não tenha como fundamento a caridade, o amor de Jesus Cristo, não é obra de Jesus Cristo. É comum um líder cristão sofrer incompreensão por trabalhar com os pobres ou defendê-los; pode sofrer perseguição política sejam de alas conservadoras ou progressistas, esquerdistas ou direitistas que ainda demonstram resquícios nos dias atuais, causando divisões nas pastorais e movimentos eclesiais. Acham tais pessoas que os aspectos políticos, econômicos e sociais da vida de cada dia não podem ser envolvidos com a religião. Acham que fé e compromisso social político se excluem. E por causa de tais perseguições, ameaças e desafios, quantos líderes e quantas comunidades desanimam, amedrontam-se, inibem-se! São líderes e comunidades de valor, mas suscetíveis, imaturos. Por causa de uma ameaça, de uma contradição, de um perigo, abandonam tudo. Por causa de um "diz que diz" ou por uma calúnia, por ciúmes ...desintegram-se! A covardia, o medo, o desânimo, a suscetibilidade paralisam, sem dúvida, as pastorais e movimentos eclesiais. Ora, isso não poderia jamais acontecer; se as pastorais e movimentos eclesiais existem, eles existem por causa e em nome do Ressuscitado e acreditam que ele é Vida e está presente no meio deles. Se as pastorais e movimentos eclesiais tem medo, por exemplo, das contradições internas, das contestações externas, como poderão enfrentar um mundo desafiador e testemunhar de fato Jesus Cristo dentro de realidades tão hostis? Como poderão ser pastorais e movimentos eclesiais fermentando de Evangelho os ambientes? Não podem ter apenas o nome de cristãos, rezarem muito, crescerem espiritualmente, se não forem capazes de transmitir vida, entusiasmo àqueles que estão ao seu redor.

Dom Mauro

Pe. Nilton Cézar Pedro.

Caríssimos irmãos e irmãs em Cristo, olho para vocês com imensa gratidão, pois, conhecê-los, estar com vocês, partilhar de vossas vidas, neste tempo em que estamos juntos produz riqueza incomparável. A minha gratidão é voltada para Deus que é o Sol de Justiça, o qual  me chamou para acompanhá-los, assessorá-los em nossa amada Arquidiocese de Cascavel.

Sou grato a cada um de vocês pelo bem que fazem a toda Igreja de Cristo e pelo vosso apostolado em todos os grupos de oração fazendo-se presentes em cada paróquia, a serviço da Comunidade Paroquial e permanecendo fiéis à Igreja e a espiritualidade da Renovação Carismática Católica (RCC).

Nós vivemos num mundo que está paganizado e precisamos espiritualizar este mundo. Portanto, se faz cada vez mais necessário que avancemos para as águas profundas e invistamos na Evangelização sem cessar e neste tempo, evangelizar a partir de novas tecnologias e através de novos modelos para a ação evangelizadora. Não é tempo de desânimo, mas é tempo para adentrarmos as novas formas da evangelização. Está aí o mundo midiático, devemos crescer também na evangelização digital, proporcionando a todos, principalmente aos jovens a partilha da graça de Deus, através destas novas ferramentas “As Novas Tecnologias”. Isso requer de nós, uma conversão pessoal, para que aceitemos a era digital, procuremos nos formar nestas áreas, formar as crianças, os adolescentes, os jovens, adultos e idosos, para o uso responsável destes meios, que se bem utilizados, tornam-se um grande aliado da evangelização.

 

Deus abençoe a todos!

 

Pe. Nilton Cézar Pedro.

Assessor Eclesiástico RCC.

Márcio Ribeiro

Amplia os teus limites, com o Espírito Santo, você pode mais!

Para ampliar os limites é preciso valorizar a si mesmo, valorizar o próximo, as pessoas que estão ao seu lado e, sobretudo valorizar a presença de Deus, a presença do Sagrado. A gratidão faz parte dos elementos que contribuem para ampliarmos os limites, sobretudo a gratidão por coisas simples, cotidianas e rotineiras, não espere acontecer grandes coisas na sua vida para ser grato.

O relacionamento com o Senhor aceita conversas sobre coisas importantes. Descubra o que é importante na sua vida, lute por elas, apresente a Deus e faça a sua parte, quando esgotar suas possibilidades e os recursos humanos e tecnológicos chegarem aos seus limites; você terá os milagres a seu favor, acreditar nisso amplia os teus limites. Não acomode-se, você é capaz de coisas que nem imagina e na sua vida grandes coisas vão acontecer.

Coragem! Sejam fortes! Nada vos atemorize, por que é o Senhor vosso Deus que marcha a vossa frente: Ele não vos deixará nem vos abandonará (Dt 30,6).

Mesmo diante das provas que você enfrentar, não se intimide e não recue. Eu já fui posto a prova várias vezes, não tenho medo de ser provado, apenas respeito às provas, todas as vezes que fui provado, mesmo quando perdi, as perdas me fortaleceram, nunca sai derrotado de uma prova, porque eu sempre dei o melhor de mim. Tenha confiança sempre em Deus e em você. A confiança é um presente importante que ganhaste de Deus, você não pode perde-la, aconteça o que acontecer.

Tenha um objetivo e estabeleça metas para alcança-lo. Quanto mais difícil for o seu objetivo, melhor será; nenhuma pessoa cresce estabelecendo metas possíveis, coisas pequenas. Quando as coisas não saírem do jeito que planejastes, não se desespere e não desanimes, recomece quantas vezes for preciso, assim você irá construir a vitórias e novas conquistas. Podem até te derrubar, mas não podem te segurar no chão. Tu tens quem te levanta e há momentos que você mesmo se levanta.

Oriente seus objetivos pelas Sagradas Escrituras; nela se encontra os instrumentos mais importante para ampliar os seus limites; Ela dissolve a acidez humana e equilibra o espirito crítico. Sua origem é Deus; seu destino, o ser humano e o veículo de transmissão é a Bíblia e o Senhor se revelou através da Palavra de Deus.

Nós, da RCC Cascavel temos sonhos e desejos, entre eles está o de ser cada vez mais cheios do Espírito Santo para transbordar sua presença no mundo e para as pessoas, esta graça nos faz crescer como ser humano e espiritual. Jesus tem feito a RCC Cascavel crescer e ela crescera ainda mais por que o amor que possui pelo seu Senhor é grande e pode ser ampliado. Carismático Católico permita que o Espírito Santo amplie os teus limites.

 

 Marcio aprox

Marcio Ribeiro

Coordenador Diocesano