Segunda, 17 Abril 2017 07:43

Páscoa

 

 

 

 

 

 

 

 

A Pascoa e a nobreza espiritual
Com a ressurreição de Jesus o pecado e a morte foram vencidos. Jesus ressuscitou porque foi obediente ao plano de amor do Pai. Aqui temos os elementos necessários para realmente vivermos a Pascoa de forma concreta e transformadora. Obedecer ao projeto de amor de Deus nos faz vencer nossos limites, nos faz ampliar nossa capacidade humana.
Alguém me perguntou: O que é a Pascoa para você? Minha resposta foi. Viver a santidade porque o pecado foi vencido, é para isso que Cristo realizou a sua Pascoa para que tivéssemos acesso à graça, recebêssemos os subsídios, as ferramentas necessárias para atingirmos esta nobreza espiritual: ser santos. Deus é santo e partilha desta nobreza de pai para com os seus filhos, portanto devemos lutar e não aceitar mais o pecado em nossas vidas.
A Pascoa é tomar posse da vida nova conquistada e distribuída gratuitamente por Jesus a todos os que creem no seu nome, ou seja, nós precisamos assumir que podemos vencer, de modo que é preciso levantar a cabeça e dar passos firmes em direção à alegria que o Evangelho nos oferece; o livro de Êxodo no sábado santo traz a leitura dizendo que “a mão poderosa do Senhor agiu em favor do povo, eles temeram o Senhor e sua fé cresceu” (Ex14), o poder de Deus está em nosso favor para vencermos. Pascoa é vitória e não derrota, o Cristão é vitorioso e deve viver como tal porque a palavra de Deus afirma esta verdade dizendo: “Eu te abençoarei, Estou perto de vós quando me invocas, não sou Deus de longe, por ti me deixo encontrar”.
Assim, peço a todos: Buscai o Senhor enquanto Ele se deixa encontrar, abandone o pecador o seu caminho, volte para o Senhor, sua misericórdia é generosa. Assumamos nosso batismo e participemos da morte do Senhor com a certeza de que se fomos sepultados com Ele, com Cristo ressuscitamos para uma vida nova, (Rm 6). Sabemos que Cristo ressuscitado dos mortos não morre mais; a morte já não tem poder sobre Ele; e nem sobre nós.

Marcio Ribeiro, coordenador diocesano RCC Cascavel

Lido 511 vezes