Quarta, 16 Agosto 2017 16:00

Kairós 2017

Kairós 2017 marca o início da Quaresma de São Miguel Arcanjo

Humildade, sacrifício e perseverança são atitudes que devem nos acompanhar durante a quaresma

“Renovai Senhor vossos prodígios e fazei hoje milagres inéditos” (Eclo 36,6), este foi o tema do Kairós 2017. O evento - realizado nesse domingo (20), na Paróquia Santo Antônio - foi promovido pela RCC (Renovação Carismática Católica) de Cascavel e pela Fraternidade O Caminho.

O domingo começou com baixa temperatura, mas isso não impediu que centenas de pessoas comparecessem ao evento e tivessem a experiência de terem seus corações aquecidos pelo Espírito Santo. A primeira pregação do dia teve como tema o perene Pentecostes e foi marcada por momento de oração de batismo no Espírito Santo conduzido pelo pregador Onazir Conceição.

Na sequência, outras duas pregações. Uma delas, relacionada ao tema central: Senhor, fazei milagres inéditos, conduzida pelo coordenador diocesano da RCC, pregador Marcinho. A outra, conduzida pelo assessor da RCC de Cascavel, Padre Nilton, abordou a cura dos maus sentimentos do coração.

De acordo com o coordenador diocesano da RCC, Márcio Ribeiro (Marcinho), a palavra kairós significa o tempo de Deus, e a graça de Deus que se inicia num tempo novo na vida humana. “O Antigo Testamento apresenta muitos kairós, diversos acontecimentos em que a graça de Deus se tornou visível, manifestou-se na história humana. O maior de todos os kairós foi a encarnação do Filho de Deus e a Sua ressurreição. A partir da ressurreição iniciou-se um novo tempo de graça na vida humana, ou seja, novos kairós continuamente. Todas as vezes que nos reunimos para rezar, para ouvir a Palavra de Deus, participamos da Eucaristia, é um kairós que acontece”.

“Nesse evento, especificamente, reunimos esta graça da RCC com a Fraternidade O Caminho, apresentando este tema: Renovai Senhor vossos prodígios e fazei hoje milagres inéditos. Não é errado pedirmos milagres ao Senhor; Ele é o nosso maior milagre, mas as pessoas que vão encontrando o Senhor, que tem sua fé renovada, vão criando intimidade com Deus, e também podem, como filhos que confiam no Pai, realizar uma prece, suplicando em louvor esses milagres. A vida humana necessita de milagres, muitas vezes estamos cercados de realidades que limitam, a ciência tem seu limite e a fé ultrapassa os limites da ciência. Desejamos resgatar essa fé em milagres, essa fé no extraordinário”.

Para finalizar o ciclo de pregações, o Frei Kephas, da Fraternidade O Caminho, conduziu o tema: Defendei-nos no combate São Miguel, que marcou o início da Quaresma de São Miguel Arcanjo. Frei Kephas ressaltou que o principal objetivo da Quaresma é nos aproximar de Cristo, imitar a Cristo, mais do que alcançar uma graça. “A pergunta que deveria nortear a nossa vida é: O que Jesus faria nessa situação? Como Jesus agiria diante desse problema?”.

O frei ainda enfatizou três atitudes que deverão nos acompanhar nessa quaresma. “Humildade – que rima com verdade; sacrifício – é justamente o seu problema que te faz viver, que te dá forças, quem não sente dor está morto, dor é sinal de vida, quem não tem sacrifício aqui, não tem vida eterna no céu; e perseverança – é importante terminar aquilo que começamos”.

Durante todo o dia, o evento foi animado pelo Ministério de Música Kadosh. O evento foi encerrado com a Santa Missa, celebrada pelo Frei Kephas.

Quaresma de São Miguel Arcanjo

A Quaresma foi vivida por São Francisco, santo que durante 200 dias por ano se retirava para fazer suas quaresmas. Foi em uma das quaresmas em honra a São Miguel, que São Francisco recebeu os sagrados estigmas. A Quaresma de São Miguel inicia-se na Festa da Assunção de Nossa Senhora (15 de agosto) – no Brasil transferida sempre para o domingo – e termina na Festa de São Miguel (29 de setembro). No dia da festa em honra ao arcanjo é celebrada uma missa, na qual é feita a consagração dos fiéis a São Miguel Arcanjo.

 

 

 

Lido 304 vezes